Arquivo da tag: Cidade do Panamá

Arquipélago de Las Perlas: bate e volta a partir da Cidade do Panamá.

Hoje conto, para vocês, de um passeio legal que dá até para fazer em um dia (estilo “bate e volta”) a partir da Cidade do Panamá, para quem não dispensa uma praia.

O interessante é que se de um estilo “caribenho” mas em pelo Oceano Pacífico: refiro-me ao “famoso” Arquipélago de Las Perlas.

Ok, pode até não ser famoso para você, mas sim, o lugar é um reduto famoso e tradicional da região. Este arquipélago está a cerca de 1h e 40min. de Ferry (ou 40 minutos de avião) da Cidade do Panamá e é composto por mais de 90 ilhas e ilhetas com paisagem paradisíacas de areia branca e água azul-turquesa.

O nome “Las Perlas” (ou Pérolas, em bom português) vem do fato da ilha ter sido quase uma “mina” de pérolas, obviamente, tal riqueza que foi muito explorada pelos espanhóis enquanto Panamá era sua colonia. Conta a história que o Arquipélago era um reduto de veraneio de pessoas muito ricas, incluídos alguns astros de Hollywood. Um fato interessante foi o do Xá Mohammed Reza Pahla, que fugiu do Irã em 1979 levando toda a sua riqueza para as ilhas. Finalmente, em 2003 a TV americana filmou ai os episódios do Reality Show “Survivor”.

Mas deixando as tecnicalidades de lado, vamos ao que interessa: o lugar é muito bonito e legal. Atualmente entre 3 a 4 ilhas tem boa estrutura turística, mas nao espere “resorts”, se trata de muito mais um lugar “de charme relativamente simples” composto por casas de verão (para temporada) e pousadas de vários estilos:

Fonte: las perlas inn
Fonte: las perlas inn

Como podem ver pelo mapa acima, existem inúmeras ilhas, porém as mais famosas sao:

  • Saboga: a primeira no trajeto do ferry, sem aeroporto, tem poucas pousadas. É bem pequena e simpática, ótima para “passar o dia”. (não confundir com “Taboga”, leia aqui…)
  • Contadora: maior que a Saboga, considero que tem a mais variada estrutura turística com um número maior de pousadas e restaurantes. Segunda no trajeto do ferry. tem aeroporto. É lugar de muitas casas de verao e considero a ilha “mais fácil”, explico melhor abaixo…
  • San José: a segunda maior ilha, tem o que é reconhecido uma das melhores pousadas de charme do Panamá: O hotel Hacienda del Mar. A maior parte da ilha é coberta por floresta tropical e conta com 37 praias exclusivas. Curiosidade: durante a ocupação dos EUA, esta ilha era usada como centro de teste de armas químicas. Em 2001 uma auditoria concluiu que o lugar estaria livre de contaminação. Só é possível chegar por avião voando Air Panamá.
  • San Miguel (del Rey): a maior de todas, tem aeroporto, mas não é muito turística pelo fato de estar sob grande desenvolvimento de iniciativas imobiliárias residenciais privadas.
  • Isla Viveros: Esta sim, turística, pode ser acessada por ferry ou avião, Também está sob expansão de projetos residenciais, mas conta com um Resort que parece ser bem legal.

A única ilha que visitei foi a Contadora, por isso faco um relato detalhado abaixo:

Ilha Contadora

É a ilha que começou a ser explorada primeiro, por isso tem uma estrutura já consolidada e, sendo assim, “mais fácil” para o turista. A ilha é composta por umas 7 praias de areia branca e águas mornas, a maioria das praias são pequenas e muitas vezes pode pode até se ver sozinho na praia devido à exclusividade do lugar. Abaixo segue um mapa das praias de Contadora:

Mapa Contadora

Por ser uma ilha pequena e ter todas a vias asfaltadas, é muito fácil localizar-se mas nem tanto locomover-se. Quero dizer, é perfeitamente possível caminhar entre uma praia e outra (apesar das colinas), sobretudo se você não tiver crianças. No entanto, ter uma bicicleta facilitaria muito. Só que, na ilha não alugam bicicletas e quase não existem carros. O que usa para locomover-se são carrinhos “de Golf”, e você pode alugá-los por dia, caso queira…

E como uma imagem vale mais que mil palavras, seguem algumas fotos do lugar…

c6 c5 c4 c3 C2

Fotos por Anderson Alves. Ilha Contadora. Las Perlas, Panamá.
Fotos por Anderson Alves. Ilha Contadora. Las Perlas, Panamá.

Serviço:

Como Chegar

Onde Comer

  • Casa Tortuga
  • Rincon Hot Stone
  • Manabi Restaurant
  • Gerald`s
  • Clarita
  • Romantico

Onde se Hospedar (Pousadas)

  • Contadora Island Inn
  • Gerald’s BB
  • The Point Resort
  • Perla Real Inn
  • Casa del Sol Isla Contadora
  • Villa Romantica
  • El Remanso
  • Hibiscus House B&B

Onde se Hospedar (Casas)

  • Villa Presili
  • Villa Galdana
  • Villa Binibeca
Anúncios

Soho Mall, o novo shopping de luxo do Panamá

Passando rápido – e usando o celular, por isso, perdoem-me pelos erros – para avisá-los sobre p mais recente shopping inaugurado na Cidade do Panamá: Soho Mall.

O Soho Mall veio para brigar de frente com o Multiplaza, pois se trata de um shopping de luxo, não só luxo, mas super luxo. Neste novo centro comercial só estão previstas as marcas “bam, bam, bam” do mercado como Michael Kors, Valentino, Louis Vitton e daí pra cima.

Nada de lojas de departamento. A única loja deste tipo no shopping é a Collins e, mesmo assim, é uma loja de departamentos com marcas “chiques”.

O Soho tem cinema Cinépolis só com salas VIP e uma praça de alimentação. Não é gigante o lugar em termos de espaço, mais tem o seu peso em matéria de marcas.

Ele fica bem no distrito bancário-financeiro da cidade, o bairro “Obarrio”, na Calle 50 (em frente ao famoso prédio “parafuso”. E quem está hospedado no Hotel Riu pode ir caminhando.

Por fim, atualmente o lugar está em fase de “soft opening” e muitas lojas ainda estão dando os arremates finais para abrir. Mas com certeza dentro de poucos meses o lugar estará 100%.

Algumas fotos do lugar:

   
    
 

Los Andes: quase um “centro de outlets” no Panamá

Foto: Centro los Andes (copyright Los Andes Mall)

Na Cidade do Panamá (ainda) não existe um centro de outlets como se encontra em NY, Miami ou Orlando, no entanto já está em funcionamento um novo centro comercial que tem muitas lojas de “ponta de estoque” com grandes promoções, este é o Centro Comercial Los Andes.

O centro Los Andes está localizado no bairro Los Andes, município de San Miguelito (parte da área metropolitana da Cidade do Panamá) e sempre existiu como uma área comercial, no entanto antes era uma área bastante popular, com lojas a céu aberto.

Hoje o centro se modernizou bastante gracas à chegada do metro que para bem na sua porta (melhores instalações, ar condicionado, etc)! Então, mesmo você estando hospedado na Cidade do Panamá, pode pegar o metro e em menos de 40 minutos desfrutar de umas compras a preços bem em conta…

1) Como chegar:

De metro: melhor, mais rápido e mais barato meio de transporte até Los Andes, basta pegar o metro em qualquer estacão e descer na parada “Los Andes”. O shopping fica atravessando a rua pela passarela. Se você não sabe usar o metro do Panamá, este post aqui te dá todo o serviço…

De taxi: seguramente vão te cobrar uns USD 20,00 pela corrida, e deve demorar tranquilo 1 hora pelo tráfego pesado.

2) Lojas:

Em los Andes tem de tudo: lojas de eletrônicos, de celulares, de materiais esportivos, outlet da Tommy Hilfiger, outlets multimarcas, lojas de calcados e restaurantes.

3) Cuidados Especiais:

Esta região é um local onde vivem pessoas de mais baixa renda, normalmente que ganham seu suado dinheiro e vão com esse dinheiro vivo gastar, portanto, há potencial para atrair a bandidagem, principalmente batedores de carteira. Tenha precaução normal, como se você estive no Brasil, não ostente coisas caras (joias, celulares, etc) e tente manter o “low profile”. Evite contar dinheiro na frente dos outros e fique de olho no seu cartão de crédito para evitar clonagem. A viagem de metro é muito segura, há segurança particular e policiais por todos os lados, incluso na saída/passarela para chegar em los Andes.

Transfer econômico entre Aeroporto-Cidade / Cidade-Aeroporto

Creio que todos que já pesquisaram sobre os taxis do aeroporto de Tocumen notaram que este meio de transporte está longe de ser o mais barato para chegar até a Cidade. No entanto, dentro da América Latina, os taxi de Tocumen ainda não são os mais caros (como o GRU-Sao Paulo, por exemplo), e é verdade , existem taxis mais baratos (como na Cidade do México ou Peru). Agora, o quee pouca gente sabe é que tem um jeito bastante econômico de chegar/sair do aeroporto de Tocumen: usando a rede de transporte público (USD 2,00 de cartão magnético + USD 0,50 por viagem)!

Calma, calma! Eu sei que você ja se imaginou “sofrendo” dentro de um ônibus  Diablo Rojo”, que sao a mais conhecida caricatura do transporte público panamense… Não se desespere! A grande maioria dos ônibus da rede metropolitana de transporte da cidade já foram mudados, saíram os antigos e perigosos “Diablo Rojo” e entraram os novos ônibus brasileiros da marcopolo, “Metrobus” (com ar condicionado), mais seguros sim, embora muitos motoristas não sejam ainda o melhor exemplo de “condução defensiva”…

Metrobus X Diablo Rojo. Diablo Rojo “no más” en la city… Fonte: el Nuevo Herald.com

Antes de tudo, há de se conhecer o critério básico para usar o Metrobus (ou o Metrô) no Panamá: eles não aceitam dinheiro em espécie, somente cartão magnético recarregável.

O cartão pode ser adquirido em vários pontos, inclusive no aeroporto de tocumen, e podem ser recarregados com dinheiro na maioria dos supermercados, shoppings, centros comerciais e nas estaçoes do metrô, e o cartão pode ser tanto utilizado no metrô quanto no metrobus…

No entanto, usar o metrobus para ir/sair do aeroporto não é para todos! Há prós e contras e é sempre bom avaliar se você tem o perfil, ou gostaria de encarar a aventura, para usar este método de transporte. Tenha em mente antes de tomar sua decisão:

  • É um ônibus público que conecta periferia ao centro da cidade, então nos horários-pico (6h-9h e 16h-19h) o ônibus provavelmente está cheio de gente indo trabalhar;
  • Diante do exposto acima, se você tem muitas malas, tomar um ônibus público pode ser mais complicado que parece;
  • Caso esteja acompanhado de pessoas com mobilidade restrita (deficientes físicos, bebês, idosos), temos que ser franco: tomar um ônibus público no Panamá vai ser um baita de um desafio!

Pessoalmente, acho que esse método de transporte casa muito com:

  • Mochileiros,
  • Casais, famílias com filhos já maiores ou pessoas “viajando leve”.

 

Mapa da Mina para fazer um bom negócio:

1) Rotas de ônibus a observar:

  • Tocumen -> Transístmica    ->Albrook: passa pela estação de metrô “San Miguelito” para quem pensa em baldear…
  • Tocumen -> vía España        -> Albrook: passa pela Via España, região hoteleira “central”
  • Tocumen ->Tumba Muerto -> Albrook: rota mais longa
  • Tocumen -> corredor Sur     ->Albrook : rota mais curta

2) Saindo do Aeroporto para Cidade

  • Antes de tudo, procure o balcão do info. do aeroporto/atendimento ao turista para saber onde comprar o cartão do Metrobus;  Gracas ao leitor Tiago, Fiz uma ampla pesquisa e resultou que não se vende mais o cartão no aeroporto (possivelmente pelo lobby dos taxistas), só recarga… O que muita gente faz é abordar algum panamense no ponto de ônibus e oferecer 2 dólares pra ele passar o cartão dele duas vezes (uma pra você)… O pessoal que pega ônibus ai já ate se acostumou com a proposta (ou seja, ele gasta 0,25 do crédito dele e recebe 1,75) é um bom negócio pra pessoa dona do cartão, e pro turista que economiza 28 dólares…
  • Vá ao piso de desembarque e use a última saída do aeroporto (onde está o Banco Nacional)
  • Caminhe 600 metros margeando a pista de saída do aeroporto passando a direita do restaurante, por um caminho quase escondido ( de calçada coberta) até a parada de ônibus;
  • Escolha uma das linhas acima…
Mapa entre aeroporto e parada do metrobus
Mapa entre aeroporto e parada do metrobus
Foto de satélite da rota a ser caminhada entre  aeroporto e parada do metrobus
Foto de satélite da rota a ser caminhada entre aeroporto e parada do metrobus

3) Saindo da Cidade para o Aeroporto

  • Antes de tudo, procure um supermercado, loja ou estação do metrô para comprar/recarregar o cartão;
  • Suba em uma das linhas acima (sentido inverso, viagem começando pelo Albrook) na parada de sua preferência, as paradas mais comuns são:
    • Estação Central Albrook (anexada ao Albrook Mall)
    • Estação em frente ao Multicentro (Hard Rock/Radisson Decápolis Hotel)
    • Estação Calle 50/Banistmo (Hotel Riu)
  • Caminhe 600m margeando a pista de saída do aeroporto (calçada coberta) da parada de ônibus até o Aeroporto;
Paradas Metrobus sentido aeroporto...
Paradas Metrobus sentido aeroporto…

Taxi do Aeroporto-Cidade / Aeroporto-Colón

Mesmo com a alta do Dólar atual muita gente já estava de viagem marcada ao Panamá, principalmente para a temporada de cruzeiros, e uma das principais perguntas que aparecerem no Blog dizem respeito à disponibilidade e custo de taxi entre Aeroporto e a Cidade, ou o Aeroporto e Colón.

Primeiro, tiremos as dúvidas de uma vez por todas:

  • Os cruzeiros pelo Caribe saem do Porto de Colón.
  • Colón é uma cidade a beira do Mar do Caribe
  • A Cidade do Panamá está no lado do Oceano Pacífico.
  • Colón e a Cidade do Panamá estão à cerca de 80km de distância.
  • Ainda não existe aeroporto de escala comercial em Colón. O mais próximo é a da Cidade do Panamá.

Dito isso, não se assuste com o custo dos traslados até e de volta a Colón, e antes de fechar seu pacote, esteja ciente e preparado para fazer tal traslado – ou inclua o custo no pacote sob responsabilidade da Agência de viagens.

Por fim, relembre um pouco como funcionam os taxis do Aeroporto:

  • Eles são exclusivos para atender o aeroporto, não podem, por exemplo recolher cliente na cidade na volta pro Aeroporto, por isso o valor do traslado é mais alto (você teoricamente paga pela sua ida e pela volta vazia to carro).
  • Os taxis na verdade são vans, não há carros.
  • Você pode optar por ir com uma van exclusiva, ou dividir a van com outros passageiros que você n~ao conhece. Neste caso, o taxi para em cada destino de cada passageiro.

No link do aeroporto você pode encontrar os precos para Abril de 2015 do servico de taxi. Lembre-se que os precos podem mudar sem aviso prévio, por isso, sempre se atualize pelo site em caso de dúvidas!

Boa viagem!


ransporte Público

Servicio de Taxis de Turismo
Tel. (507)238-4305 / (507)220-1210

Estos son los únicos taxis que se pueden abordar desde el Aeropuerto Internacional de Tocumen pues están destinados exclusivamente para brindar servicio al turismo y garantizar la seguridad de sus usuarios.

TARIFAS VIGENTES
Desde el Aeropuerto Internacional de Tocumen hacia:

Ciudad de Panamá
1 a 2 personas $25.
Colectivo (3 ó más) $10. c/u

Albrook y Los Ríos
1 a 2 personas $30.
Colectivo (3 ó más) $15. c/u

Clayton
1 a 2 personas $32.
Pasajero adicional $10.

Howard – Cocolí – Pedro Miguel
1 a 2 personas $35.
Pasajero adicional $10.

Gamboa
1 a 2 personas $45.
Pasajero adicional $10.

Arraiján – Veracruz
1 a 2 personas $35.
Pasajero adicional $5.

Chorrera
1 a 2 personas $45.
Pasajero adicional $5.

Colón
1 a 4 personas $65.
Pasajero adicional $15.

Museu da Biodiversidade: passeio obrigatório na Cidade do Panamá

Por fim, após anos de construção, em Dezembro de 2014 foi inaugurado o Museu da Biodiversidade do Panamá (www.biomuseopanama.org) .

Este museu foi desenhado pelo aclamado arquiteto Frank Gehry, o mesmo que desenhou o Museu Guggenheim de Bilbao, sendo realmente uma obra arquitetônica impactante, mas que foi bastante critica por ter sido feita sem levar em consideração aspectos locais da tropicalidade do Panamá (ex.: há muitos pontos de infiltração que ficam aparentes na época chuvosa).

Detalhes a parte, a mensagem deste post é uma só: apesar da pouca idade, o Biomuseu já é um passeio obrigatório na Cidade do Panamá!

O Biomuseu está localizado na Calcada Amador (Amador Causeway), um local de fácil acesso e outros pontos de interesse que já narrei nesta postagem aqui. Portanto, dá perfeitamente para fazer essa visita (reserva pelo menos meio dia para ficar no museu).

Mas por que o Biomuseu é legal e importante?

Porque ele “…os conta uma história igualmente extraordinária: a do surgimento do istmo de Panamá e como ele mudou o mundo. (,..)A ideia fundamental do Biomuseo é sermos mais conscientes do nosso papel no mundo, a partir de uma reflexão continua em torno da biodiversidade.” Fonte: visitpanama.com

E como uma imagem vale mais do que mil palavras, lhes deixo com as fotos abaixo.

Foto por: Anderson Alves
Foto por: Anderson Alves
Foto por: Anderson Alves
Foto por: Anderson Alves
Foto por: Anderson Alves
Foto por: Anderson Alves
Foto por: Anderson Alves
Foto por: Anderson Alves 

Cerro Ancón, a melhor vista da Cidade do Panamá.

Iniciando o ano com mais um post sobre pontos turísticos na Cidade do Panamá. Dessa vez trago para vocês um pouco do Cerro Ancón, a montanha mais alta dentro da Cidade do Panamá, um lugar bacana para ter uma vista estupenda da cidade e tirar fotos legais para seu Facebook ou Instagram.

A história do Cerro Ancón vem direto da Wikipedia:

Foto oficial desde o Cerro Ancón. Fonte> Cerro Ancón.
Foto oficial desde o Cerro Ancón. Fonte> Cerro Ancón.

O Cerro Ancón é uma elevação de 199 m localizada na Cidade do Panamá, Panamá, e faz parte de Ancón. Ele estava sob a jurisdição dos Estados Unidos como parte da Zona do Canal do Panamá, por grande parte do século XX. Embora esteja situado próximo à cidade do Panamá, não é uma área urbanizada.

Nas menores inclinações estão algumas residências que fazem parte da cidade de Balboa e o antigo Hospital Gorgas, que agora abriga o Hospital do Câncer e o Supremo Tribunal. Nas áreas mais elevadas está a antiga residência do governador da Zona do Canal, e Quarry Heights, antiga localização do Comando Sul. O nome de Heights Quarry vem da antiga pedreira que é visível a partir de um lado da colina. Cerro Ancón tem um bunker subterrâneo abandonado, que pertencia ao Comando Sul.

Dado o seu desenvolvimento limitado, este aumento se tornou uma “ilha” coberta de bosques em uma área urbana, onde algumas espécies selvagens, como preguiças, tatus, quatis e veados podem ser apreciados, pois esta área é uma área protegida.

Desde 1977, com os Tratados Torrijos-Carter, o Panamá recuperou o controle do Cerro Ancón e uma de suas primeiras ações foi içar uma bandeira no topo da colina, como um símbolo da afirmação da ex-Zona do Canal como território do Panamá.

Como subir o Cerro Ancón:

Acesso ao Cerro por carro.
Acesso ao Cerro por carro.
  • Por carro: entrando pela Calle Gorgas na entrada do bairro residencial de Ancón, basta seguir as placas até o pé da montanha. De lá há uma estrada de mão única controlada pelo guarda que deixa os carros passarem de maneira controlada (entrada de carro permitida somente até as 15h). Este caminho é legal para conhecer o antigo bairro construído pelos estadunidenses em arquitetura tropical militar, seus casarios de madeira antigo num conceito de Cidade Jardim integrada na natureza dos seus bosques, e também apreciar as grandes construcoes militares que um dia foram centros de comandos e bunkers, hoje ocupadas pelas diversas instituições do Governo do Panamá.
  • Acesso ao Cerro a pé
  • A pé: desde a Quarry Heights Road, entrando pelo Centro Cultural “Mi Pueblito Antillano” (mostra de ruas e casas de madeira com toque crioulos de telhas e barros, o famoso Museu de la Pollera, uma barbearia, uma casa rural, e outra campestre, além de restaurantes de comida típica panamenha.), é uma rota que dura de 30 a 40 minutos de subida entre o bosque seco do Cerro, ideal para desfrutar a natureza e os animais do local.

E como uma imagem vale mais do que mil palavras, vos deixo com algumas fotos tiradas por mim lá do alto do Cerro Ancón!

Fotos tiradas desde o topo do Cerro Ancón, por Anderson Alves. dopanamapromundo.wordpress.com
Fotos tiradas desde o topo do Cerro Ancón, por Anderson Alves. dopanamapromundo.wordpress.com

C5 C2 C4 C3 C6

Reveillon no Panamá

Uma das perguntas mais recebidas nesta época do ano tem a ver com as festas de ano novo no Panamá, afinal seria muito legal poder combinar a sua tão esperada viagem com uma celebração em terras estrangeiras.

No entanto, devo avisá-los logo de início: não espere encontrar no Panamá festas públicas pomposas, com shows e queima de fogos, seja na orla, seja em praças ou em parques.

As festas de Reveillon no Panamá são eminentemente eventos familiares ou privados, e a maioria acontece em Hotéis e Cassinos, e assim sendo, são pagas.

No entanto, programar a participação em uma festa de Reveillon no Panamá, com antecedência, é difícil pelo simples fato que nem os Panamenses nunca se programam para tal.

Em 3 anos aqui, uma coisa que notei que é os promotores destas festas começam a anunciar as festas e a vender os ingressos uns 20 dias antes da noite de 24 de Dezembro, então, a conclusão mais óbvia é que eles deixam tudo pra última hora…

Portanto, abaixo faço um pequeno guia dos locais mais comuns onde acontecem as festas.

Para o Reveillon de 2015 (e hoje já é 18 de Novembro) ainda não consegui encontrar informação de nenhuma festa, por isso você, leitor, terá que ser ativo na busca da festa que quer participar uns dias antes de viajar ou enquanto estiver aqui no Panamá.

Cidade do Panamá

  • Locais Públicos: como disse, praticamente não existem festas em locais públicas. A esperança geral é que um dia usem a Orla (que se chama Cinta Costeira) e seus bonitos espaços para promover uma festa grande como se faz no Rio, Sampa ou Brasília. No entanto, vir para o Panamá esperando que você vai ver uma festa assim é perda de tempo. Caso, mesmo assim, queira insistir, você pode tentar ir para Calçada Amador e ver a queima de fogos de artifício promovida pela comunidade chinesa.
  •  Festas Privadas: quase todos os mais importantes hotéis da cidade promovem festas que variam de USD 30,00 a 300,00 por pessoa. As festas normalmente incluem um jantar (buffet ou livre), champagne a meia-noite e a festa até umas 3 da manhã, sendo que os mais caros promovem shows ao vivo com bandas locais. Os mais tradicionais são:
  1. Hard Rock Hotel
  2. Hotel Le Meridien
  3. Trump Ocean Club Hotel
  4. Hotel Miramar Intercontinental
  5. Hotel El Panamá
  6. Hotel Crowne Plaza
  7. Hotel Sortis
  8. Hotel Sonesta
  9. Hotel Manrey
  10. Hotel Las Clementinas (Casco Viejo)
  11. Tantalo Hotel (Casco Viejo)
  12. Boates da Calle Uruguay
  13. Boate Isabella (Shopping Multiplaza)

 

Interior

  • San Blás (Caribe): não espera nenhum tipo de festa. San Blás é um local para descanso, relax e auto-inflexão.
  • Bocas del Toro (Caribe): o destino mais “jovem europeu” do Panamá, festa é o que não falta em nenhuma época do ano.
  • Playa Blanca (Pacífico): tradicional reduto de festas de fim de ano. Recomendo fechar um pacote Hotel + festa o mais rápido possível, pois é destino certo no Panamá.
    1. JW Marriott Golf & Resort
    2. Playa Blanca Resort
    3. Decameron Resort
    4. Wyndham Grand Resort
    5. Sheraton Bijao
    6. Villa Buenaventura
  • Playa Bonita (Pacífico): fica há 40km da Cidade do Panamá, está se transformando em um local de fácil acesso para as festas de final de ano e os ingressos podem acabar super rápido. Dica: feche pacote Hotel + festa.
    1. The Westin Playa Bonita
    2. Intercontinental Playa Bonita
  • Boquete (montanha): a cidade de Boquete une um local muito tradicional de aposentadoria de americanos e europeus a um destino turístico de esportes de aventura de montanha. Normalmente, as festas são em seus pequenos hotéis de charme e albergues.
    1. Finca Lérida Boutique Hotel e Fazenda de Café Gourmet
    2. Panamonte Inn & Spa
    3. The Rock Restaurant
    4. Valle Escondido Golf & Resort

Hard Rock Hotel Panamá: o Hotel que é um destino por si só…

Hoje passo por aqui bem rápido para mostrar a vocês o Hard Rock Hotel Panamá, que eu costumo dizer, é um destino por si só na Cidade do Panamá. É tão verdade que, quando tenho visitas em casa, sempre os levo ao Hotel, seja para uma janta, uns drinks, ou simplismente conhecer a suntuosidade do lugar.

Fachada, Hard Rock Hotel Panama
Quarto do Hard Rock Hotel Panamá. Foto por http://es.paperblog.com/

Aí você me pergunta:
– mas por que isso, Anderson?

Simples:
– porque o Hotel é legal d.e.m.a.i.s!

 

Obs: não se trata de um post publicitário, não ganho nada com isso, por isso passo minha mais pura impressão sobre o local, tanto positiva quanto negativa…

Lobby Hard Rock Hotel Panamá. Fonte: http://www.arrakeen.ch
Lobby do Hard Rock Hotel Panamá
Piscina do Hard Rock Hotel Panamá

Bom, o Hard Rock Hotel é um Hotel novo, tem menos de dois anos de inaugurado, e está localizado bem na parte mais central da Cidade do Panamá, anexado ao shopping Multicentro, ao Hotel Radisson Decapolis e ao um Cassino (todos fazem parte de um mesmo complexo). A vista em si não é da melhores, já que é cercado por dezenas de outros predios e tem vista parcial da Bahia, além de estar ao lado de um rio usado como esgoto (as vezes fede sim ao redor). Mas o Hotel compensa esse com o luxo e a originalidade!

O Hotel está sendo bastante frequentado, até por celebridades! Ele tem uma super piscina com borda infinita onde você pode esbarrar com um lutador de UFC ou um(a) cantor(a) latino(a).

Os quartes são novos e versáteis, a um preco que não é tão astronômico quanto uma pessoa pensa (há promocoes comecando em USD 99,00 por diária).

Toda a decoracão é super descolada, vale muito a pena conhecer o conceito. Mas a festa mesmo acontece no Lobby, restaurantes e bares! Se você estiver em outro Hotel, vale a pena visitar o Hard Rock.

Bares: há 3 bares no complexo:

  • Stage Bar: com música ao vivo, gratuita, e noites de Rock as sextas.
  • Lobby Bar: com ótimos drinks.
  • BITS Rooftop Bar: na cobertura do Hotel, 62o andar, de onde se tem uma visão panorâmica da cidade (a melhor da cidade, mas só abre de quinta a domingo).
Stage Bar. por http://www.arrakeen.ch
Ciao Restaurant. Hard Rock Hote por http://www.arrakeen.ch
Bar BITS (Cobertura). Foto http://www.hrhpanamamegapolis.com/

Boate:

  • Bling: uma das boates mais requisitas da Cidade do Panamá
Boate Bling. Foto de divulgacao.

Restaurantes: existem 4 no local

  • Ciao: para comer pizzas e tapas espanholas inspiradas em frutos do mar
  • Tauro: uma steakhouse
  • Soy: de comida asiática
  • Baazar: comida Bufeet e Brunchs
Restaurante Baazar: the HRH Panamá

Spa e Academia:

Pontos Negativos:

  • Como nem tudo são flores, no geral, o Hotel deixa a desejar um pouco na parte de servicos (já ouvi algumas reclamacoes, também pelo TripAdvisor). Só que servico de baixa qualidade é quase um regra no Panamá…
  • Os drinks são os mais caros do Panamá.
  • Alguns restaurantes são mais caros que a média de outros restaurantes no Panamá.

 

Ainda assim, creio que vale uma visita, pela diversão, há de se “enfiar o pé na jaca” uma vez na vida! Boa viagem!

 

O Casco Antíguo desconhecido…

Fonte: la Prensa.com

Complementando o post anterior sobre o Casco Antíguo, venho lhes falar sobre uma notícia muito legal veiculada no Jornal “LaPrensa” deste domingo, 8 de Junho.

Como explique antes, a área do Casco Antíguo está passando por uma revitalização, pois antes era uma área esquecida, perigosa, ocupada por gangues e pelo tráfico de drogas.

Com os trabalhos de revitalização, houve um forte trabalho da polícia em desarticular gangues e prender os meliantes. Como parte do processo de resocialização, hoje estes ex-membros de gangues se juntaram e, apoiados pelas empresas locais, estão oferecendo serviços de City Tour pelo Casco Antíguo.

Mas por que isso é bacana?

Bem, primeiro porque mostra que sim, pessoas podem comecar uma nova vida longe da criminalidade – o que por si só já é um baita de um motivo para apoiá-los.

No entanto, a coisa vai além. O Tour é feito a pé pelas ruelas do Casco e além de você conhecer a fundo toda a história colonao da região, os Guias também contam suas histórias reais de como era a vida no Casco nessa época de criminalidade, histórias tristes, alegres, curiosas…

E para finalizar, você acaba o Tour com uma janta servida na rua, que é preparada pelos guías e com apoio do Restaurante “Donde José” (que hoje é um dos melhores restaurantes de menu degustação de comida panamense na Cidade…).

Quer participar? Entao ao serviço:

  • Todos os sábados, começando as 17h na Praça Herrera (atrás do American Trade Hotel).
  • Custo: USD 10,00 por pessoa, pagos na hora, sem necessidade de reserva antecipada.
  • Contatos: (+507) 6228-9214