Arquivo da categoria: Principal

Migrar para o Panamá? Relato do Nestor…

Com a crise no Brasil, hoje, a principal dúvida que fazem as pessoas buscarem info. e ajuda no Blog e no Facebook do “do Panamá pro Mundo” diz respeito aos meios e chances para migrar para o Panamá.
 
Como ja foi deixado claro muitas vezes aqui, a principal razao de ser do “do Panamá pro Mundo” é facilitar dados turísticos do Panamá aos brasileiros devido a falta que informacoes que havia no passado (e talvez, até sendo um pouco egoísta em nao querer responsabilizar-se pela vida de pessoas cheias de sonho que queiram vir ao Panamá, mas que potencialmente poderiam “estragar” suas vidas).
 
Alguns vlogs e youtubers, como do Sandro, podem dar uma dimensao da vida do migrante/expatriado. No entanto, na semana passada me chegou este incrível relato do Senhor Nestor Paim, que veio com a cara, a coragem e USD 200,00 tentar a vida no Panamá.
 
Sim, é um choque, mas serve para mostrar que nem tudo sao flores para quem tentar migrar para outro país…
 
Comentário: Sou gaúcho e tenho o blog começando a vida onde relato dia a dia minha vida no Panamá. Sou professor de karatê e dou aulas particulares.
 
Aos que quiserem ajudar, favor entrar em contato via mensagem privada.

Como trabalhar no Panamá com visto de Países Amigos

Um agradecimento especial à uma colega brasileira (que pediu não ter nome divulgado) sobre sua experiencia em tirar visto de trabalho no Panamá.

———

Como não encontrei descrições detalhadas na internet sobre o visto de trabalho no Panamá, resolvi compartilhar minha experiência.

Os brasileiros têm uma opção de visto ótima para trabalhar aqui no Panamá: visto de Países Amigos (Visa de países específicos). Com este visto, você pode morar e trabalhar no Panamá por tempo indefinido. Os requisitos são: antecedentes penais apostillado (certificado pelo consulado brasileiro no Panamá), cópias de documentos de identificação e uma conta bancária no Panamá com o saldo de quatro cifras médias (US$ 5 mil). Eu também possuía uma oferta de trabalho, porém, segundo o advogado que me atendeu, não é obrigatória a apresentação da oferta de trabalho e/ou comprovante de sócio em sociedade mercantil. Além dos documentos, há pagamentos ao governo para fazer a solicitação do visto.

Para efetuar o processo você necessita, obrigatoriamente, de um advogado. Esta obrigatoriedade quase dobra o preço do visto, pois, segundo minhas facturas do serviço que me prestaram, gastei no total US$3.900,00, sendo US$ 1.900,00 de honorários. Ou seja, para migrar ao Panamá e solicitar o visto de países amigos, a média de gatos é de US$ 3.500,00 a US$ 4.500,00, este é o preço justo que um advogado pode cobrar para todo o processo.

O processo funciona assim: primeiramente, você inicia o visto de residência, no Servicio Nacional de Migración, o qual o tempo de análise da documentação dura, em média, três meses, porém, pelo alto volume de trabalho e pelo ritmo do serviço público do país, a minha análise demorou quatro meses. Após o visto de residência estar pronto, você inicia o visto de trabalho no Ministério de Trabajo, que pode demorar de dois a oito meses, e o meu demorou dois meses e meio. Conclusão e dica para quem está pensando em migrar: o meu processo demorou, em média, nove meses porque foram sete meses em processo e mais quase dois meses para abrir uma conta bancária. Nesses nove meses, é proibido trabalhar, pois ainda não se obteve o visto de trabalho. Se você realmente quiser migrar para o Panamá, a dica é vir de férias, iniciar o processo e somente pedir demissão do seu trabalho no Brasil quando o processo estiver pronto.

Algumas considerações: 1) O visto de países amigos não é a única opção para brasileiros, porém é o melhor custo benefício para quem quiser migrar por conta própria, pois há outros visas para quem vem expatriado pela empresa ou também um visto atrelado a uma empresa que te contrate aqui que é atrelado a ela e tem prazo de validade, que pode ser renovado com custos adicionais; 2) Os advogados podem ter informações divergentes e podem ser desorganizados, a dica é, acompanhar o avanço do seu processo e sempre questionar o advogado! Para o visto de residência, há um aplicativo no celular para acompanhar o processo ou efetuar a consulta diretamente na internet, assim como o visto de trabalho que pode ser consultado na internet também; 3) Para abrir uma conta bancária, é melhor que você tenha o Comprovante de Idoneidade de um banco brasileiro que você tenha conta, e o ideal é endereçar a carta para o banco que você deseja ter uma conta aqui. O procedimento de abertura de conta pode ser demorado dependendo do banco, pois cada um tem suas políticas internas de análise de documentos. Dica: eles levam muito a sério a sua assinatura, assine os documentos de abertura de conta exatamente igual aos seus documentos de identificação. Outra dica: diversos bancos não abrem conta bancária para quem não tem contrato de trabalho; 4) O mercado de trabalho está aquecido no Panamá com diversas empresas multinacionais abrindo sede administrativa aqui, porém, pesquise bem sobre o custo de vida aqui e salários, pois os aluguéis estão especialmente altos. Por experiência própria e de outros estrangeiros que conheço, o aluguel compromete uma média de 50% da renda de uma pessoa solteira dividindo apartamento ou de um casal sem filhos, e além disso, some despesas domésticas e gastos pessoais; 5) Empresas panamenhas, em sua maioria, não pagam bem, têm poucos benefícios e não respeitam as leis trabalhistas do país, enquanto as multinacionais pagam melhor que as nacionais e têm mais chances de seguir as leis trabalhistas. Dica: tenha inglês intermediário/avançado.

Palavras relacionadas: Panamá; migrar; trabalhar; trabalhar no Panamá; brasileiros; visto; países amigos; imigração; países específicos;

Estamos no Facebook e com novo layout no Blog

Passando rápido por aqui para dar dois avisos ao leitores:

1) Já está no ar nossa página no Facebook: www.facebook.com/dopanamapromundo. Acesse-a ou dê ou like aqui, no canto esquerdo desta página, para ter acesso a informacoes fresquinhas que as redes sociais ajudam a transmitir de maneira mais rápida!

2) Mudamos o layout do Blog para tentar maximizar a experiência de leitura. Tenho notado que muitas perguntas feitas na verdade já estao respondidas em posts feitos anteriormente, por isso estou tentando facilitar a busca e o entendimento visual do Blog para facilitar a  sua vida.

Obrigado pela visita!

Santa Catalina, Panamá

Um super relato sobre Santa Catalina, um “balneário” surfista no Panamá.

QUINTAIS DO MUNDO

Buenas muchachos e chicas,

Já faz algum tempo que não escrevemos, não por falta de vontade ou de tempo, mas sim pelas novidades e quantidade de lugares e pessoas que nos atravessam a todo tempo. Estamos enviando sinais de fumaça agora da Santa Catalina, um lugar mágico e paradisíaco. Uma praia que fica no pacífico, famosa pelo surf, mergulho e pesca. Aqui a vida passa muito devagar, internet é luxo, supermercado não existe, e a Pepsi tem mais forca que a Coca-Cola.

Chegamos a Santa Catalina em uma quinta-feira abafada e úmida. Carregados de bagagens e pranchas, cansados de uma longa viagem de 8h de ônibus. Para chegar não é muito simples: primeiro se pega um taxi de onde estiver na Cidade do Panamá para o Terminal Rodoviário Albrook, de lá saem muitos ônibus para todas as partes do país. Pegamos um para a cidade de Santiago que fica…

Ver o post original 1.134 mais palavras

Taxi do Aeroporto-Cidade / Aeroporto-Colón

Mesmo com a alta do Dólar atual muita gente já estava de viagem marcada ao Panamá, principalmente para a temporada de cruzeiros, e uma das principais perguntas que aparecerem no Blog dizem respeito à disponibilidade e custo de taxi entre Aeroporto e a Cidade, ou o Aeroporto e Colón.

Primeiro, tiremos as dúvidas de uma vez por todas:

  • Os cruzeiros pelo Caribe saem do Porto de Colón.
  • Colón é uma cidade a beira do Mar do Caribe
  • A Cidade do Panamá está no lado do Oceano Pacífico.
  • Colón e a Cidade do Panamá estão à cerca de 80km de distância.
  • Ainda não existe aeroporto de escala comercial em Colón. O mais próximo é a da Cidade do Panamá.

Dito isso, não se assuste com o custo dos traslados até e de volta a Colón, e antes de fechar seu pacote, esteja ciente e preparado para fazer tal traslado – ou inclua o custo no pacote sob responsabilidade da Agência de viagens.

Por fim, relembre um pouco como funcionam os taxis do Aeroporto:

  • Eles são exclusivos para atender o aeroporto, não podem, por exemplo recolher cliente na cidade na volta pro Aeroporto, por isso o valor do traslado é mais alto (você teoricamente paga pela sua ida e pela volta vazia to carro).
  • Os taxis na verdade são vans, não há carros.
  • Você pode optar por ir com uma van exclusiva, ou dividir a van com outros passageiros que você n~ao conhece. Neste caso, o taxi para em cada destino de cada passageiro.

No link do aeroporto você pode encontrar os precos para Abril de 2015 do servico de taxi. Lembre-se que os precos podem mudar sem aviso prévio, por isso, sempre se atualize pelo site em caso de dúvidas!

Boa viagem!


ransporte Público

Servicio de Taxis de Turismo
Tel. (507)238-4305 / (507)220-1210

Estos son los únicos taxis que se pueden abordar desde el Aeropuerto Internacional de Tocumen pues están destinados exclusivamente para brindar servicio al turismo y garantizar la seguridad de sus usuarios.

TARIFAS VIGENTES
Desde el Aeropuerto Internacional de Tocumen hacia:

Ciudad de Panamá
1 a 2 personas $25.
Colectivo (3 ó más) $10. c/u

Albrook y Los Ríos
1 a 2 personas $30.
Colectivo (3 ó más) $15. c/u

Clayton
1 a 2 personas $32.
Pasajero adicional $10.

Howard – Cocolí – Pedro Miguel
1 a 2 personas $35.
Pasajero adicional $10.

Gamboa
1 a 2 personas $45.
Pasajero adicional $10.

Arraiján – Veracruz
1 a 2 personas $35.
Pasajero adicional $5.

Chorrera
1 a 2 personas $45.
Pasajero adicional $5.

Colón
1 a 4 personas $65.
Pasajero adicional $15.

Viver & Trabalhar no Panamá: profissoes exclusivas para Panamenses.

Deixo vocês com um post da séria “copia-cola-ecolocaafonte” 🙂

Recomendo ler o Blog do Enrique Vásquez, um venezuelano que imigrou para o Panamá, com a “cara e a coragem” e fez um blog dando dicas valiosas sobre esse processo.

O Blog está em espanhol, mas creio que é perfeitamente “entendível” para brasileiros.

Boa leitura!

Lista de profissoes restritas ao nacionais, e que nao servem para você pedir teu visto.

Basicamente, somente quem tem nacionalidade Panamense pode exercer estas atividades profissionais. Nao há nem a possibilidade de fazer “equivalência ou reconhecimento de diploma”. Ou você se nacionaliza Panamense, ou tem que buscar outra atividade…

“La lista oficial de profesiones restringidas en Panamá es la siguiente: Fonte: http://www.enriquevasquez.org/lista-de-profesiones-restringidas-en-panama-que-te-sirven-para-pedir-visa-de-profesional/ 

  1. Enfermería. Ley 1 de 1954
  2. Barbería y cosmetología. Ley 4 de 1956
  3. Odontología. Ley 22 de 1956
  4. Arquitectura. Ley 15 de 1959
  5. Ciencias agrícolas. Ley 22 de 1961
  6. Farmacia. Ley 24 de 1963
  7. Quiroprácticos. Decreto 8 de 1967
  8. Nutrición. Decreto 362 de 1969
  9. Medicina. Decreto 196 de 1970
  10. Psicología. Ley 56 de 1975
  11. Asistente Médico. Decreto 32 de 1975
  12. Contabilidad. Ley 57 de 1978
  13. Periodismo. Ley 67 de 1978
  14. Laboratoristas. Ley 74 de 1978
  15. Relaciones Públicas. Ley 37 de 1980
  16. Fonoaudiología, terapistas y similares. Ley 34 de 1980
  17. Economía. Ley 7 de 1981
  18. Trabajo Social. Ley 17 de 1981
  19. Medicina Veterinaria. Ley 3 de 1983
  20. Fisioterapia. Ley 47 de 1984
  21. Radiología Médica. Ley 42 de 1980
  22. Derecho. Ley 9 de 1984
  23. Asistente Dental. Ley 21 de 1994
  24. Sociología. Ley 1 de 1996
  25. Química. Ley 45 de 2001
  26. Educación en las siguientes menciones: Historia, Geografía y mención Cívica. Ley 47 de 1946 (El resto de las menciones sí son permitidas).
  27. Ingenierías: Civil, Química, Petroquímica y Forestal no son permitidas, el resto sí.”

Viver & Trabalhar no Panamá: trâmites burocráticos.

Deixo vocês com um post da séria “copia-cola-ecolocaafonte” 🙂

Dessa vez, recomendo ler o Blog do Enrique Vásquez, um venezuelano que imigrou para o Panamá, com a “cara e a coragem” e fez um blog dando dicas valiosas sobre esse processo.

O Blog está em espanhol, mas creio que é perfeitamente “entendível” para brasileiros.

Boa leitura!

Processos burocráticos para tramitar vistos de residência e trabalho no Panamá